Análise dos grupos

Grupo A

O grupo sobre o qual mais se discutiu aqui, por motivos óbvios. O Brasil sobra, com um time bem armado, referências defensivas e ofensiva, e um trabalho sólido. Jogando em casa, Não terá dificuldades nessa fase, mas terá que evoluir no torneio pra tornar-se hexa no país – é favorito, embora seja um trabalho árduo.

Croácia tem um bom time, baseado no talento de seus dois meias criativos., Modric foi um dos melhores do Real Madrid, grande campeão da Europa, e Rakitic o melhor do Sevilla, o grande campeão do segundo maior torneiro europeu. Mandzukic será bem municiado, formando um ótimo time a nível de primeira fase. Creio que seja superior aos outros coadjuvantes.

México teve uma eliminatória terrível, não fez por merecer sua vaga, jogou ano passado as Confederações com um time risível. Neste ano melhorou, com outro técnico, e atuações um pouco mais sérias. Ainda, é difícil prever seu time. Chicharito chega num momento até pior de sua carreira que em 2010, onde jogou a Copa vendido para o United.

Camarões tem um time mediano para fraco, com coadjuvantes úteis, como M’Bia. Seus melhores nomes são os mesmos de sempre, Samuel Eto’o e Alexandre Song. Há um ou outro jogador capaz de brilharecos, mas assisti alguns jogos recentes na preparação, e mesmo no empate com a Alemanha, isso ressaltou mais as dificuldades alemãs do que a qualidade do time africano.

Passarão: Brasil e Croácia
Gostaria que passassem: Brasil e Croácia.

Grupo B

Pouco a dizer sobre o quão difícil é o grupo que ninguém não saiba. A Espanha chega esfacelada, num período de reconstrução. Não há porque vislumbrar que este time será idêntico ao vencido pelo Brasil em 2013, embora aquele jogo tenha marcado como o final daquela era, onde venceram o mundial e o europeu duas vezes. Acredito que encontremos um Iniesta mais armador, Xavi no banco. Mas é difícil ter certeza, o time titular ainda é incerto, já que o técnico ainda está confuso. Não sei em que condições Diego Costa joga, é justo apontar que Sergio Ramos chega na melhor fase como um guerreiro no centro – mas alguém ganha a Copa com Sergio Ramos?

Holanda é outro time em remontagem. Mescla ótimos veteranos, como Robin van Persie, artilheiro das eliminatórias, e claro Sneijder, com figuras locais como Blind e outros defensores. É um bom time, e Ruud van Gaal é ótimo treinador. Mas também não é seguro afirmar que estarão numa contagem entre favoritos há ir longe.

O Chile é mais bem armado e preparado que as potências com quem brigará, no sentido de que Sampaoli já burilou mais a equipe do que os técnicos de lá, que mexeram muito na estrutura das equipes. Há bons jogadores, Vargas sempre está marcando, longe do jogador do Grêmio que esteve recentemente no campeonato local, tem meias experientes como Isla, e principalmente, Arturo Vidal, o craque da Juventus, um dos melhores meias da Copa passada, e o Alexis, que fez boa dupla com Neymar quando os dois jogaram juntos no Barcelona nesta temporada. Acho que chegam em alta, ambos os principais jogadores. O contra é ter menos talento espalhado em várias posições, especialmente na parte de trás. Não sei se consegue passar pela deficiência defensiva.

A Austrália não passará de fase, e torcerá pra roubar pontos dos melhores do grupo. É um time mala, envelhecido em parte, que entra para fazer duro os jogos contra os outros times. Passeia pelo Brasil com a intenção de se divertir.

Passarão: Espanha e Holanda
Gostaria que passassem: Espanha e Chile

Grupo C

Disparado aquele em que é mais complicado fazer classificações. O cabeça de chave é a Colombia, que tem uma boa geração, liderada por Falcao. Com a lesão do seu líder, o que será do time? Há bons caras. Freddy Guarin, James Rodriguez, Jackson Martinez e a sensação do Sevilla, Carlos Bacca. Boas figuras comandadas pelo ótimo Pekerman, ex-técnico da Argentina. Acho difícil prever como o time se portará, mas ainda deve ser uma potência no duelo contra Grécias e Japão.

Grécia tem sua graça para quem gosta de times bem armados, mas não é um time que mereça maiores atenções. Seu melhor jogador, Mitroglu, teve uma mudança questionável de clube, ao sair do Olympiakos e ir ao Fulham, rebaixado na Premier League. Ainda resistem velhas revelações, como Ninis que sempre foi bom jogador, ou o velho Gekas. Num torneio difícil como a Copa, em que pesam as camisas, a Grécia pode sonhar em passar nesse grupo.

Costa do Marfim é provavelmente a equipe mais forte, se Yaya chegar a Copa saudável. Como ele está em recuperação, isso decidiria o tamanho da potência de sua nação. Drogba ainda faz diferença, e certamente será uma ameaça para equipes frágeis no setor defensivo, como Japão e a própria Colombia. Não irei dizer que Gervinho é craque, mas fez temporada ótima na Roma, e ainda resistem alguns jogadores experientes, como o Boka, lateral esquerdo, Salomon Kalou, e o ótimo atacante do Swansea, Wilfred Bony, ótima opção no banco. Bom time, que surge como favorito no grupo contra a Colombia após cortes. Se, hipoteticamente, Yaya não jogar pelo menos alguns jogos, equilibra o grupo.

O Japão evoluiu, mas segue sendo um time frágil, mesmo com bons nomes. Joga ofensivamente, o que o torna um fan-favorite. Faz partidas divertidas. Geralmente treme enfrentando gigantes, apesar do ótimo momento contra a Itália no Brasil em 2013, num 4-3 clássico. Agora, quando seu auge é uma derrota… Kagawa do United puxa o time dos melhores japoneses, lotados de caras que atuam na Bundesliga. Há ainda o bom Nagatomo, lateral da Inter, que joga de todos os lados, mas marca medianamente. Acho pouco, embora o grupo seja o ideal para tentar voltar as oitavas após 12 anos.

Passarão: Costa do Marfim e Colombia
Gostaria que passassem: Costa do Marfim e Colombia

Grupo D

O famigerado grupo é formado três campeões mundiais Uruguai, Itália e Inglaterra. O Uruguai tem dois fenomenos, Luis Suarez e Cavani. Suarez foi um dos melhores jogadores da temporada, em minha opinião, jogou mais que Messi, Neymar ou Ribery. No entanto, há outra vez uma lesão assombrando um time e não se sabe quanto ele jogará. O time muda entre três e dois zagueiros, mas tem Godin em grande forma, Maxi Pereira e Caceres estão em boa fase também. O meio é o problema, embora Stuani brigue para tomar o espaço de Forlan.

Costa Rica é um time fraco, desinteressante, que baseava seu futebol na técnica de Bryan Ruiz e o talento de Campbell, um cara velocista e que poderia fazer gols em roubadas de bola. Poderia – Campbell não jogará a Copa, lesionado. Nesse grupo, fazer gols e roubar um empate será bom.

Inglaterra chega sem muita força da imprensa, mas numa fase curiosa. Seu time se baseia no bom Liverpool, com Henderson, Sturridge, Sterling, Johnson.. E claro Gerrard, que é o líder do time. Somados a Rooney, e outros bons nomes, como Danny Welbeck do United e Leighton Baines do Everton, é um time mais forte do que se diz. Mas o grupo é difícil.

Itália tenta reinventar seu futebol com seu técnico, mesmo sem vencer qualquer título, seu estilo de jogo, mais ofensivo, cativou os italianos. Mas não há grandes revelações, fora Balotelli, já mais maduro e líder, junto do Pirlo, fenômeno eterno, mas velho demais. Abriu mão de figuras interessantes por lesões, e apostou em velhas flâmulas como cassano, mais maduro que em outros torneios. Deve jogar com três zagueiros, para aproveitar Maggio na ala, ou desperdiçará um caminho de ataque. Entre velhos e jovens, essa Itália que quer atacar, visando menos a defesa, pode ser uma surpresa, mas não parece um time confiável.

Passarão: Itália e Inglaterra
Gostaria que passassem: Inglaterra e Uruguai

Grupo E

Grupo fraco, tem como cabeça a Suiça; A fama injusta que carrega a Suiça, cujo técnico é um dos alemães mais vencedores do futebol, é a de ser retranqueira. Não condiz com a verdade se olharmos os números em jogos eliminatórios, e mesmo contra o Brasil, quando venceram por 1-0, mesmo depois do título da Copa das Confederações. O craque é Shaqiri, reserva no Bayern, mas um meia que joga pelos lados, corta para dentro, finaliza excepcionalmente. Seferovic deve jogar de referência, embora seja mais ponta, mas é ótimo jogador também. Somado a tradicional consistência, difícil vê-los fora das oitavas.

França chega arrasada com essa notícia do corte de Ribery. A priori, jogaria com um trio de Pogba, Matuidi e Cabaye formando o meio. E Ribery e Valbuena abertos, para Benzema. Sem sua grande presença na imagem de Ribery, craque e já estaria na terceira Copa, com direito a final, o time fica meio perdido. Pode usar Remy, mas cai demais o nível. Se não tivesse a briga com Nasri, seria obvio que jogaria. Benzema pode atuar junto de Giroud, mas mudaria o jeito do time. Diante das mudanças, difícil saber como vão reagir, mas tem muito talento.

Equador tem feito boas campanhas e jogos curiosos na preparação, mas não há muitas referências, tirando o bom Valencia. O time é forte em marcação e aposta na bola parada e cruzamentos do Valencia, que é um Beckham piorado. Figuras como Caicedo seguem jogando no ataque. O bom Noboa, volante de saída de bola, também é uma arma. Agora, o time tem como titular na zaga o Erazo, que fez dois jogos no Flamengo e sumiu. Um cara que é reserva do Chicão, só pode significar gol para quem o enfrenta.

Honduras é fraco, e mesmo seus destaques seguem sendo coadjuvantes como Palacios e Figueroa. É um time violento, tosco, que buscará empates. Ou seja: poderá ser divertido para quem vê, mas péssimo adversário para os times mais fortes. Será uma boa surpresa caso consiga algum resultado.

Passarão: Suiça e França
Gostaria que passassem: França e Suiça

Grupo F

Um grupo arredondado para a Argentina. O time de Messi, Aguero e Di Maria tem craques de sobra. O meia do Real foi o melhor jogador da final da Champions, e o melhor argentino na temporada, algo novo em sua carreira. Messi é uma incógnita, depois de um ano estranho, com lesões, mas chega bem fisicamente. E se decidir jogar no melhor de sua forma, tem tudo para levar a Argentina a final. Higuain, Lavezzi, Maschdrano – sobram ótimos nomes. Zabaleta é ótimo lateral, os zagueiros são menos deficientes do que se diz – Federico Fernandez coloca Henrique na lateral do Napoli. Romero terá de se provar bom o suficiente, no velho problema dos argentinos.

Bósnia e Herzegovina é emergente na Europa há algumas temporadas. Perdeu nas repescagens para Cristiano Ronaldo na Copa e na Euro, e dominou o grupo das eliminatórias, onde a segunda equipe foi a Grécia. Dzeko é brilhante homem de área, com técnica e édecisivo. Pjanic fez ótima temporada, bate faltas brilhantemente, e atua junto com meias mais avançados, como Mizimovic, que arma ao estilo antigo, e um ponta, que pode varia entrer Zahiovic e Lulic.A Bósnia enfrentou amistosos sérios, contra Costa do Marfim e México, vencendo ambos. Pesa para eles a estreia, e falta de camisa, mas é um bom time.

Irã será coadjuvante, e briga pra tentar se aproveitar dos deslizes dos outros. Não é um time tão ruim quanto dizem, basta procurar os resultados. Quem perder pontos, podeficar pra trás entre Nigéria e Bósnia.

A Nigéria já não é um time tão interessante como na época de Nwakwo Kanu e o grande Jay Jay, o Okocha. Há boas peças, como o Musa, que joga na ponta pela esquerda, e o Victor Moses, agora no Liverpool sem muito sucesso, ficando no banco. O melhor jogador é o Enyeama,que pegou demais na última Copa e bateu recordes nessa tempórada pelo Lille na Ligue 1. A Nigéria briga contra a falta de camisa da Bósnia, mas creio que perderá.

Passarão: Argentina e Bósnia e Herzegovina
Gostaria que passassem: Argentina e Bósnia e Herzegovina

Grupo G

Um grupo duro, de equipes experientes, rodadas. A Alemanha lidera, sem dúvida, no que diz respeito a ambição. Mesmo com a ausência de Marco Reus, um dos mais talentosos meias do time, e a lesão de Khedira, que vai voltando aos poucos, mas deve voar na Copa, o time é bom, consistente, cheio de talento. O curioso é que os alemães discordam um pouco, por essa geração de Schweinsteiger e cia serem famosos por irem bem mas não vencerem. O time deve jogar com uma dupla ágil de meio, possivelmente com Toni Kroos, e aí Muller e Ozil junto com Klose. Goetze briga para jogar também, e Klose pode vir do banco como alternativa, deixando o meia como falso-nove. Apesar de tantas contusões, de Neuer estar ameaçado, dos irmãos Bender, e tudo mais, o time segue forte coletivamente, puro talento.

A equipe ganesa há anos é a mais bem montada da África. Se o talento individual é menor do que em outros tempos, eles ainda possuem uma defesa e um sistema forte de marcação no ataque, usando a velocidade de André Ayew no ataque, pelos lados. Essien e Muntari, volantes do Milan, já estão em momentos medianos da carreira, mas sua experiência pode render. Boateng faz a ligação, num misto de habilidade e força, Difícil dizer como se portará no grupo, pelo equilíbrio.

Portugal constrói a equipe toda num método de equilibrio, conduzindo o jogo para que Cristiano Ronaldo decida. Quanto mais atacado, mais perigoso o time fica, com Moutinho, Raul Meirelles,e Miguel Velosto, todos servindo, com bom passe, o melhor do mundo em 2013;14. Se tiver de armar, terá mais dificuldades, pois há menos conjunto ofensivo, com Postiga e Hugo Akmeida brigando por uma vaga de centro-avante, Nani sempre uma decepção, e o Varela como possível alternativa. A defesa é média, mas quando fechada protege-se bem. Acredito que se Cristiano estiver em plena forma, Portugal pode lutar até pela ponta do grupo.

EUA chega com o trabalho de Klinsmann intrigando seus torcedores. E com muitos jogadores jovens, presentes na MLS. A melhora da MLS enriquece a evolução dos jogadores, mas não garante que estão prontos para adversários tão duros. Howard, o goleiro, é ótimo, assim como Michael Bradley é um dos melhores volantes de chegada Altidore teve um semestre interessante no Sunderland, e Clint Dempsey segue um jogador perigoso, mesmo numa fase questionável. É um bom time, ma nada excepcional – nesse grupo, será difícil conseguir triunfar.

Passarão: Alemanha e Portugal
Gostaria que passassem: Portugal e Alemanha

Grupo H

O time sensação da Copa, a Bélgica é apontada para ser a surpresa que poderia brigar por algo maior, como uma semi. Não sei se a falta de experiência permite, mas é um time forte, muito talentoso, com figuras como Witsel, Fellaini, Chadli, Dembelé, Mertens, De Bruyne, e os melhores na frente, Hazard, o habilidoso atacante do Chelsea, Lukaku, homem de área do Everton. Na defesa, sobra talento também, com Kompany, Vertonghen, Vermaelen… Courtois e Mignolet são duas opções boas para o gol. O conjunto foi bem quando precisou se classificar, mas inconstante em amistosos. A pressão será grande. Creio que a primeira fase não será adversário, mas um eventual cruzamento duro virá nas oitavas.

Argélia será coadjuvante, tentará roubar pontos, mas não parece uma equipe muito forte. Sei pouco sobre o time, além da Copa passada, e dos jogadores mais famosos, como Yebda da Udinese, ótimo volante, e principalmente Feghouli, que brilhou nessa temporada pelo Valencia.

A Rússia de Fabio Capello é um bom time, duro para qualquer adversário. A base é a mesma da época de Hiddink, quando a Rússia que ressurgiu como equipe. Dzagoev e Bystrov são os mais habilidosos, e há muitos bons jogadores, como Zhyrkov, que joga na linha do meio agora. Liderados por um mestre da defesa, será difícil adversário paa a Bélgica, mas terá de provar que consegue se virar quando for o time mais forte.

A Coréia do Sul brigará por uma vaga nas oitavas, com sua geração nova, como Koo Ja-Seol, bom jogador de meio, e tem uma boa consciência tática. Claro, o talento é limitado, apostar em ótima campanha parece um pouco de ousadia. Son, ótimo atacante do Leverkusen, é o principal homem de frente, e pde forma uma dupla interessante do Koo Ja-seol.

Passarão: Bélgica e Rússia
Gostaria que passassem: Bélgica e Rússia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s